quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Extrair Dentes ou não Extrair na Ortodontia!!!!!


 Uma breve descrição para o planejamento do tratamento Ortodôntico em pacientes com:
  1. Apinhamento Dentário (dentes encavalados)
  2. Casos que não precisam de extrair dentes
  3. Casos em que se tem opiniões diferentes entre os ortodontistas.
1 . Apinhamento Dentário Severo


Caso da Revista Dental Press J. orthod.vol.15nº 3 Maringa June 2010.

Nesse caso optou-se por extraçoes de 04 prés-molares, pois a paciente apresentava apinhamento severo, os dentes estavam vestibularizados (para frente), mandíbula retruída, dente 25 e 34 cruzados, além da falta de espaço visível para os caninos. Nesse caso as extrações foram inevitáveis.

2 . Casos que não precisa Extrair  Dentes

Durante a Dentição Mista, utiliza-se o próprio crescimento para criar um relacionamento entre as arcadas e obter espaços. Nesse caso para o tratamento sem Exodontias incluem aplicações de mecânicas que desenvolvam os arcos maxilares. 
                                                     
 Tem sido o método mais empregado para deficiência maxilar transversal e em pacientes com arco atrésico.

Expansão Rapida da Maxila e Distalização de Molares: 
A medida que o parafuso é acionado na expansão rápida da maxila é gerado uma força que vence a resistência óssea e sutural separando os processos maxilares e palatinos ao nível da sutura palatina mediana além do esperado aumento da largura do arco dentário.

A Distalização de Molares exige do profissional conhecimento de suas limitações técnicas para indica-los.Portanto para cada milímetro de distalização do 1 molar (*dente vai para trás) 0,75 mm do 1 pré-molar mesializa (*dente vai pra frente), os incisivos superiores vestibularizam (*dente inclina para frente) cerca de 2,4 graus, o que contribui para o aumento do trespasse horizontal. No sentido vertical o efeito dos molares é irrisório, os primeiros pré-molares foram extruídos, o angulo do plano mandibular gira no sentido horizontal, e aumento da altura facial antero inferior. 


 Fonte Tirada: JBras Ortodon Ortop Facial 2004; 9(51):285-90 e
Rev. Dent. Press Ortodon. Ortop. Facial vol.12 no.4 Maringá  2007
Fotos: Ortoperfil.com.br


3 .  Casos em que se tem opiniões diferentes entre ortodontistas.


 Fonte tirada da coeodontologia.wordpress.com


No caso a seguir a paciente tinha Apinhamento Inferior nos incisivos laterais, o tratamento seria Exodontia de prés-molares, entretanto, seu perfil poderia ser comprometido projetando e sobressaindo a região do nariz. A paciente não quis fazer a exodontia e foi proposto nesse caso o desgaste nos dentes anteroinferiores (dentes da frente inferior).



Apinhamento dos dentes

Nível de apinhamento dentário (dentes acavalados) x perímetro de osso. Nós temos um fator limitante para o alinhamento dos dentes que é a arcada óssea. Os dentes estão fixados nessa arcada. Não podemos simplesmente alinhar os dentes às custas de expansão dentária, pois muitas vezes nos falta osso que impede essa expansão (causando recessões gengivais e também comprometendo a estabilidade futura do caso – pois acabamos tirando os dentes daquela posição de equilíbrio em que se encontravam com o padrão muscular e tecidual do paciente). Então, dependendo dessa discrepância entre tamanho dentário e comprimento ósseo precisaremos extrair dentes na ortodontia são bem vindas.
- See more at: http://www.sorridere.net/aparelho-ortodontico/extrair-ou-nao-extrair-dentes-na-ortodontia/#sthash.ipGJNR1r.dpuf

Apinhamento dos dentes

Nível de apinhamento dentário (dentes acavalados) x perímetro de osso. Nós temos um fator limitante para o alinhamento dos dentes que é a arcada óssea. Os dentes estão fixados nessa arcada. Não podemos simplesmente alinhar os dentes às custas de expansão dentária, pois muitas vezes nos falta osso que impede essa expansão (causando recessões gengivais e também comprometendo a estabilidade futura do caso – pois acabamos tirando os dentes daquela posição de equilíbrio em que se encontravam com o padrão muscular e tecidual do paciente). Então, dependendo dessa discrepância entre tamanho dentário e comprimento ósseo precisaremos extrair dentes na ortodontia são bem vindas.
- See more at: http://www.sorridere.net/aparelho-ortodontico/extrair-ou-nao-extrair-dentes-na-ortodontia/#sthash.ipGJNR1r.dpuf

Apinhamento dos dentes

Nível de apinhamento dentário (dentes acavalados) x perímetro de osso. Nós temos um fator limitante para o alinhamento dos dentes que é a arcada óssea. Os dentes estão fixados nessa arcada. Não podemos simplesmente alinhar os dentes às custas de expansão dentária, pois muitas vezes nos falta osso que impede essa expansão (causando recessões gengivais e também comprometendo a estabilidade futura do caso – pois acabamos tirando os dentes daquela posição de equilíbrio em que se encontravam com o padrão muscular e tecidual do paciente). Então, dependendo dessa discrepância entre tamanho dentário e comprimento ósseo precisaremos extrair dentes na ortodontia são bem vindas.
- See more at: http://www.sorridere.net/aparelho-ortodontico/extrair-ou-nao-extrair-dentes-na-ortodontia/#sthash.ipGJNR1r.dpuf

segunda-feira, 18 de maio de 2015



Como Higienizar seu Aparelho Fixo, e manter sua Higiene Bucal em Ordem

Precisaremos de:
  • Escova de Dente Ortodôntica
  • Escova Interdental
  • Passa Fio


1 - Utilize uma Escova de Dente Ortodôntica - Escove todas as faces dos dentes, (face da frente, a face onde mordemos os alimentos e a face interna da nossa boca, *onde nossa língua toca) e não podemos nos esquecer de escovar a Língua.


2 - Utilize a Escova Interdental para remover a placa bacteriana entre os dentes e os braquetes do aparelho ortodôntico;

3 - Use fio dental com o auxílio de um Passa Fio ou Super Floss *que já vem com a ponta rigida para passar o fio dental,
Passa fio

  4 - Repita estes procedimentos nas duas arcadas:
        superior e inferior; toda vez que ingerir alimento,

  5 - Use um Enxaguatório Bucal.



Pronto!!!!!!!

terça-feira, 29 de abril de 2014



Aparelho AUTOLIGADO                                             

A diferença do aparelho AUTOLIGADO para o Aparelho convencional é a ausência de borrachinha (ligadura colorida que prende o fio ao braquete), com isso o tratamento evolui mais rápido pois não ha atrito. Possui também a vantagem de diminuir o acumulo de  tartaro o  mau cheiro e a carie. No aparelho convencional há o uso das borrachinhas que tem maior atrito e o tempo de tratamento por isso será mais demorado.

Lembrando que ha aparelho AUTOLIGADO estético.


1 Como que os braquetes autoligados se diferem do aparelho dentário convencional? 
  • Número de consultas de manutenção e acompanhamento para a troca das ligaduras elásticas (borrachinhas); 
  •  Maior intervalo de tempo entre uma consulta e outra; 
  •  Tratamento mais confortável; 
  •  Inserção completa do fio na canaleta do braquete durante todo o período do tratamento ortodôntico , permitindo uma expressão total dos movimentos desejados dos dentes durante todas as etapas do tratamento; 
  •  Movimentação mais rápida dos dentes.
2 Quais são as principais vantagens dos braquetes autoligado no aparelho dentário? 
  •  Menor atrito entre o fio ortodôntico e o braquete
  •  Maior conforto do paciente, 
  •  Melhor higiene pelo paciente; 
  •  Menor acúmulo de placa bacteriana.

Para qualquer duvida estarei a disposição.
Abraços!                                                                                                                                              



quinta-feira, 10 de abril de 2014

Classificaçao de Angle

Quando um paciente chega ao consultorio querendo colocar aparelho fixo é porque ele tem alguma queixa dos dentes dele. Geralmente é um dente torto, ou dentes inclinados para fora, ou indicação de seu dentista. Quando ele chega ao consultorio para avaliaçao ortodontica, o cirurgiao enxerga varios problemas que o paciente nao viu, porque ele só vê o que o incomoda. Quando o ortodontista coloca aquele dente em que o paciente reclamou no lugar ele acha que o tratamento já pode terminar, e não é bem assim. A classificaçao de Angle é apenas a de chave de molar, temos outras consideraçoes para o tratamento do paciente.

O que o ortodontista avalia inicialmente para elaborar plano de tratamento:

  •            Radiografias 
                        Rx panoramica
                        Rx periapical
                        Rx de perfil
  •            Analise de perfil, frente e de sorriso do paciente (são as fotos)
  •            Modelos de gesso (copia fiel dos dentes inicialmente)
  •            Analise cefalometrica
A partir disso, podemos concluir se o problema é esqueletico ou dentário.


Vou contar um pouco sobre classificação dentaria de Angle.

Classe I 

São englobados os casos de maloclusao em que a relação anteroposterior dos primeiros molares superiores e inferior é normal. Esta maloclusao está geralmente confinada aos dentes anteriores (dentes da frente).A relaçao molar está otima podendo ter problemas de apinhamento ou diastemas(espaços entre dentes).




                                   Classe II


A arcada inferior se encontra distalmente a superior. (observe que o molar inferior esta mais atras do molar superior). Pode ter divisoes: no caso a divisão primeira os incisivos superiores estao vestibularizados 




e na divisao segunda os incisivos centrais superiores se encontram lingualizados e os incisivos laterais se encontram vestibularizados.

                                                                                                                                                                                                                                                          

Tem ainda a subdivisao, quando o problema ocorre em apenas um lado da arcada.

Classe III


Classe III






 Nota que o molar inferior esta mesialmente em relaçao ao molar superior, ele esta bem a frente.



 Essa é apena uma das avaliaçoes para o plano de tratamento, nao podemos esquecer que existe dente e osso. Essa classificaçao é apenas dentaria. Temos varias outras consideraçoes a serem analisadas.



                                                                                                   



                                                                                                                 
                                                                                                                         











    

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Aparelho Disjuntor ( hyrax)


Hyrax é um aparelho que serve para expandir a maxila quando ela se encontra bastante atrésica.  Nos casos a mordida estará cruzada bilateralmente.

O aparelho provoca uma expansão através da ativação do parafuso, que pode ser duas vezes por dia ou uma vez, dependendo da gravidade do caso, da idade do paciente e da indicação do dentista.
Aparelho Hyrax
A ativação desse parafuso provoca uma separação nos dentes anteriores, uma disjunção palatina, que pode ser vista clinicamente e nas radiografias. O tamanho desse diastema geralmente corresponde à metade da abertura do parafuso. Pode ser visto visualmente nos dentes porque vai abrindo espaço nos dentes incisivos centrais.
*diastema: espaço entre dentes.

Radiografia
Diastema entre Incisivos.
Nessa fase geralmente a mordida já estará descruzada. O Cirurgião-Dentista, Ortodontista deverá travar o parafuso. O aparelho ficara mais uns 4 meses, como contenção, para impedir que a mordida volte a cruzar novamente..... Depois deverá ser colocado o aparelho fixo. Durante a contenção os espaços criados pelo aparelho entre os incisivos irão se fechar.
O paciente deve neste período ir ao dentista todo mês para avaliação.


Higienização:
Escove bem o aparelho. Dê atenção especial ao parafuso, pois é onde ficarão grudados partículas e pedaços de alimentos. Faça bochechos com um colutório bucal (Plax, Listerine. As vezes o expansor também possui resina no palato (céu da boca) o que provoca irritação na mucosa. Para uma higienização melhor, é aconselhável usar uma seringa (sem agulha) com soro fisiológico para lavar a regiao entre a resina e o ceu da boca.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Aos Meus pacientes,



Um grande abraço e beijo para este final de ano, que todos os sonhos sejam realizados.  Feliz Natal e Prospero ano Novo.

Estaremos atendendo novamente em janeiro  de 2013 após dia 10.

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Aparelho Estético

1- Como é o Aparelho Estético?  O aparelho estético os braquetes são feitos de materiais que imitam a cor do dente. 2 - Este aparelho serve para todos os casos? Sim, os braquetes estéticos são fabricados com os mesmos parâmetros que os braquete metálicos e podem ser usados para tratar todos os problemas ortodônticos. O que pode variar é a preferência do Ortodontista em determinados tipos de braquetes. 3 - Ele é menos eficiente que o convencional? O braquete Metálico? Existem estudos científicos que comprovam que o braquete estético tem maior atrito do que o convencional, por isso já existe no mercado braquetes estéticos com slot de metal.

4 - O que é slot de metal?


 Slot é o sulco onde o arco se encaixa no braquete, Para que a movimentação aconteça, é necessário que haja menos atrito entre arco e braquete. O braquete pode ser estético e o slot de metal associando assim a estética e baixo atrito do metal). Só que a estética muitas vezes não agrada o paciente já que ele fica menos estético. Para nossa sorte temos o braquete de Safira., que tem baixo atrito com o metal sendo assim o mais indicado.


5 - todo braquete estético é de Cerâmica?
 Não.Outros materiais podem ser usados nesse tipo de braquete, como Policarbonato, ou Policarbonato reforçado por cerâmica ou de Safira.

6 - Diferença desses materiais:    

O Policarbonato: E um tipo de resina plástica é o material menos resistente dos três. Apresenta índice de deslocamento e quebra maiores do que o de Porcelana e o de Safira. Por outro lado são mais baratos.
Cerâmica ou Porcelana: E um material bastante resistente, os braquetes raramente se deslocam ou quebram.É um material melhor que o Policarbonato mas ainda apresenta uma cor opaca. Tem um custo médio.
Safira: Apresenta a estética superior a dos outros braquetes, é translúcido, são resistentes a quebra e deslocamento, apresenta baixo atrito aumentando a eficácia do tratamento e são mais caros que os de Porcelana e Policarbonato.

7 - Os Braquetes podem ficar amarelos com o tempo?
 A Porcelana e a Safira não tem alteração de cor durante o tratamento, já os de Policarbonato podem ficar pigmentados dependendo da alimentação do paciente.

8 - O arco também é da cor dos dentes:
Os arcos são fabricados com ligas metálicas e não possuem as características de translucides como os braquetes, há a opção dos arcos pintados de branco como se fosse uma pintura.

9 - E as borrachinhas?
Tem as borrachinhas transparentes, mas ficam amarelas com o tempo, por isso é importante que o paciente faça a troca da borrachinhas mensalmente, tem também as borrachinhas brancas e brancas anil que são mais difíceis de ficarem amarelas. Mesmo assim o paciente tem que fazer a troca das borrachinhas todo mês.

10 - O tratamento com braquetes estéticos são mais caros?
Sim, como os materiais estéticos são mais caros é normal as consultas serem mais caras. É importante lembrar que os valores variam de cidade para cidade, por isso faça uma avaliação com o Ortodontista de sua cidade.